Centro e Praia Central
Morro do Cristo
Praia Central
Praia Central
Baía de Guaratuba
Centro e Praia Central
Panorâmica do Centro
Panorâmica do Centro
Baía de Guaratuba
Centro Histórico
Baía de Guaratuba
Descida do Ferry Boat
Praça dos Namorados
Baía de Guaratuba
Panorâmica da Baía
Praça Cel. Alexandra Mafra
Igreja Matriz
Praia Central
Praia Central
Praia Central
Praia do Cristo
Inicio da Av. 29 de Abril
Praia do Cristo
Praia do Cristo
Morro do Cristo

Guaratuba é a 1ª cidade do litoral a instituir Programa Família Acolhedora

    Cerca de 20 crianças e adolescentes, de 1 ano e meio a 17 anos, terão agora a oportunidade de sair do abrigo institucional Casa da Criança e do Adolescente e se integrar na rotina de uma família com a instituição do Programa Família Acolhedora em Guaratuba.

    O lançamento do Programa aconteceu nesta terça-feira (07), no salão do Hotel Villa Real, em uma noite emocionante, na qual, o sentido do verbo acolher foi compartilhado por mais de 150 pessoas.

    Compuseram a mesa de honra as autoridades: o prefeito municipal, Roberto Justus, a chefe regional da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social, também representando a Secretária Estadual Fernanda Richa, Ruth Maria Figueiredo Lima, o presidente da Câmara de Vereadores, Mordecai Magalhães de Oliveira, a secretária Municipal de Bem Estar e Promoção Social, Lourdes Monteiro, a diretora do Fórum de Guaratuba, a juíza Marisa de Freitas, o promotor José Júlio de Araújo Cleto Neto, a presidente do Conselho Tutelar, Marinocencia de Freitas, a vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Cassiana Brito.  

    Segundo a chefe regional da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Ruth Maria Figueiredo Lima, Guaratuba é um orgulho para o Paraná na área de assistência social, sendo o 1º município do litoral a instituir o programa. A chefe regional lembrou também que nenhum outro município da região metropolitana de Curitiba havia instituído o programa ainda.

    A juíza Marisa de Freitas ressaltou que as crianças e adolescentes acolhidas no abrigo institucional são responsabilidade de todos os guaratubanos e todos precisam ajudar a pensar no futuro dos acolhidos, “é necessário dar a essas crianças e adolescentes uma visão de família para que tenham um apoio afetivo e moral”, ressaltou.   

    Participaram também do lançamento vereadores, secretários municipais, representante da Polícia Militar, imprensa local e comunidade em geral.

    O Família Acolhedora é um programa nacional, mas cada município estipula sua lei e qualificações para instauração do mesmo. Em Guaratuba, a lei do Família Acolhedora foi instituída próximo do dia das crianças, dia 17 de outubro desse ano.  A realização do programa na cidade é uma iniciativa da Prefeitura de Guaratuba, através da Secretaria do Bem Estar e Promoção Social, juntamente com a Vara da Infância e Juventude.

 

    Como participar do Família Acolhedora

    O Programa Família Acolhedora é uma alternativa de proteção às crianças e adolescentes que foram temporariamente retirados de sua família de origem e que podem ser colocadas em uma família inscrita no programa.

    A Família Acolhedora terá a guarda provisória e deverá garantir que o acolhido encontre um ambiente familiar adequado com cuidados, regras e participação na vida social e comunitária. 

    Segundo a secretaria Municipal do Bem Estar e Promoção Social, Lourdes Monteiro, a família acolhedora serve de apoio emocional, para passar para a criança ou adolescente, que vive hoje dentro de um abrigo institucional, segurança, afeto, respeito, para que o acolhido possa ter a possibilidade de estar dentro de um lar.

    Podem se inscrever famílias ou pessoas que tenham mais de 25 anos, sem restrição de gênero e estado civil. É preciso ter uma diferença de 16 anos com a criança e o adolescente a ser acolhido e residir no município de Guaratuba há no mínimo 3 anos. As famílias serão selecionadas mediante estudo psicossocial e critérios da Lei Municipal.

    A Equipe Técnica do Programa, formada por profissionais da Secretaria Municipal do Bem Estar e Promoção Social, irá acompanhar a família e o acolhido enquanto houver a guarda. A família recebe subsídio mensal e cesta básica, conforme estipulado pela Lei Municipal.

    O Programa Família Acolhedora não é um programa de adoção e só pode fazer a inscrição nele quem não esteja no cadastro de adoção. O prazo de acolhimento é de no máximo 12 meses, podendo haver análise de prorrogação pela Equipe Técnica e se autorizado pelo Poder Judiciário.

    Se você quer participar do Programa Família Acolhedora ou deseja mais informações, procure a Secretaria Municipal do Bem Estar e Promoção Social, na rua Manoel Henrique, nº 200, Centro. Pelo telefone: 3472 8603 ou pelo e-mail: familiaacolhedora@guaratuba.pr.gov.br.

Categoria: Bem Estar Social
Data/Hora: 08/11/2017



Clique nas miniaturas para ampliar a imagem.

×


PREFEITURA MUNICIPAL DE GUARATUBA

PAÇO MUNICIPAL I - Rua Dr. João Cândido, nº 380 - Centro - Paraná - Brasil . CEP: 83280-000

PAÇO MUNICIPAL II - Av. 29 de Abril, nº 425 - Centro - Paraná - Brasil . CEP: 83280-000

Fone: (41) 3472-8500

Horário de Atendimento: 8:00 às 11:30 | 13:30 às 18:00

Desenvolvido pelo Departamento de Análise e Desenvolvimento de Sistemas & Departamento de Comunicação.