Centro e Praia Central
Panorâmica do Centro
Panorâmica do Centro
Baía de Guaratuba
Baía de Guaratuba
Descida do Ferry Boat
Praça dos Namorados
Baía de Guaratuba
Panorâmica da Baía
Praia Central
Praia Central
Praia Central
Praia do Cristo
Inicio da Av. 29 de Abril
Praia do Cristo
Praia do Cristo
Morro do Cristo

Dia Mundial da Saúde: O que seria do Brasil sem o SUS?

Sistema faz parte do dia a dia de todos os brasileiros, mas não é reconhecido em suas diversas dimensões


Desde a verificação da qualidade da água que bebemos todos os dias até a realização de procedimentos de alta complexidade, como transplantes, por exemplo, fazem do SUS, um dos maiores sistemas de saúde do mundo. 

Mas afinal, quem usa o SUS? O Sistema Único de Saúde atende as mais de 200 milhões de pessoas que moram hoje no Brasil – do pobre ao rico, do recém-nascido ao idoso. Porém muitos brasileiros acreditam nunca terem usado o SUS. Tal pensamento se dá pelo desconhecimento da amplitude dos serviços oferecidos. Vacinação, Saneamento Básico, pré-natal, SAMU, tratamentos para câncer, ISTs, transplantes, banco de sangue, hemodiálise e centenas de medicamentos gratuitos são alguns exemplos que comprovam a integralidade do SUS.

Quando um brasileiro, independentemente da classe social, sofre um acidente de carro, por exemplo, ele é socorrido pelo SAMU e levado à emergência do hospital público mais próximo. Mesmo se a vítima tiver plano de saúde, o SUS é responsável por garantir o socorro e até mesmo procedimentos de alta complexidade, se necessário. A vítima que possui um plano de saúde só será encaminhada para o hospital particular quando os médicos avaliarem a situação e determinarem que o quadro é estável.


Patrimônio Nacional  

“A saúde é direito de todos e dever do Estado”, diz o artigo 196 da Constituição Federal de 1988. No entanto, para ser transformado em lei, o SUS foi produto de uma intensa luta da sociedade brasileira que defendeu um projeto de reforma sanitária. O principal elemento dessa reforma era constituir um sistema de saúde universal, de caráter público, que pudesse fazer uma integração entre as ações individuais e coletivas. 


Um dos maiores programas do mundo

Através do Programa Nacional de Imunizações (PNI), em 1973, o país erradicou a varíola. Em 1994, a poliomielite. A utilização de vacinas contra as duas doenças projetou o Brasil como pioneiro no planejamento e desenvolvimento de campanhas de vacinação em massa. O Brasil, um dos países mais extensos do mundo, sofre muitos impasses no que diz respeito à garantia da saúde por questões relacionadas à dimensão territorial e populacional, desigualdades regionais, desenvolvimento econômico, educacional e social. 


A comunicação para o fortalecimento do SUS 

A comunicação é ferramenta imprescindível para renovar o compromisso com o Sistema Único de Saúde. O SUS é de todos, não importa a raça, cor ou nacionalidade. Trata-se de um direito constitucional que inspira sistemas de saúde por todo o mundo. 

O SUS tem programas e números grandiosos, estratégias exitosas reconhecidas e replicadas mundialmente, como Estratégia Saúde da Família (ESF), Programa Nacional de Imunizações, de Transplantes, de HIV/Aids, Farmácia Popular, Programa Nacional de Controle do Tabagismo, Rede de Bancos de Leite Humano, entre outros que, infelizmente, não ganham a devida visibilidade no nosso país por não serem devidamente comunicados com a sociedade. O SUS precisa ser reconhecido e fortalecido, compromisso assumido pelo Conass e Conasems em diversas ações estratégicas. 


A força dos profissionais de saúde e da gestão do SUS

O Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), nasceu a partir do movimento social em prol da saúde pública com a missão de agregar e de representar o conjunto de todas as secretarias municipais de saúde do país. Segundo o presidente do Conasems, Wilames Freire, celebrar o Dia Mundial da Saúde, mesmo em uma situação de pandemia, é uma oportunidade de ressaltar a importância do SUS. “Acredito que se não tivéssemos o SUS, principalmente nesse cenário que estamos vivendo, a população brasileira estaria completamente desamparada. O SUS é uma das maiores conquistas do Brasil e devemos valorizar e fortalecer os profissionais de saúde e os gestores de saúde que estão na ponta fazendo com que esse sistema tenha força para existir”.

O Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass) surgiu a partir do desejo dos secretários estaduais de saúde à época liderados pelo médico Adib Jatene, então secretário de Estado da Saúde de São Paulo, de atender a recomendação de Alma Ata cujo lema era “Saúde para todos no ano 2000”.

No Dia Mundial da Saúde, o presidente do Conass, Carlos Lula, enalteceu a força do SUS, principalmente na pandemia, momento no qual mostrou ser um sistema punjante. “Neste dia em que celebramos essa data importante, temos de bater palmas para o SUS, pois se não fosse ele, teríamos perdido muito mais vidas. Nesta pandemia, nossos profissionais de saúde tornaram-se verdadeiros heróis e heroínas combatendo este inimigo invisível. Celebramos este dia com a esperança de que o amanhã  pode ser melhor para que possamos cumprir a nossa missão de salvar vidas”.

Conass e Conasems

Categoria: Saúde
Publicada: 07/04/2021



Clique nas miniaturas para ampliar a imagem.

×


PREFEITURA MUNICIPAL DE GUARATUBA

PAÇO MUNICIPAL I - Rua Dr. João Cândido, nº 380 - Centro - Paraná - Brasil . CEP: 83280-000

PAÇO MUNICIPAL II - Av. 29 de Abril, nº 425 - Centro - Paraná - Brasil . CEP: 83280-000

Fone: (41) 3472-8500

Horário de Atendimento: 8:00 às 11:30 | 13:30 às 17:00

Desenvolvido pelo Departamento de Desenvolvimento de Sistemas e Departamento de Comunicação.